Tchello d'Barros

 

tu          que         me         lês         não         me         vês         a          cor          da         tez          nem          o         som          da          voz         mas         um          não         sei          quê         nos         faz         ser         nós


 



finito
 

fito
 

o
 

infinito

 

  
 



mais

luz

do

que

o

sol

do

meu

céu

o

som

do

seu

sim

 



 



me

dou

bem

com

meu

bem

se

ela

não

diz

não

mas

me

dou

mal

se

ela

diz

que

não

vai

dar

nem

à

pau

 



 



quem

ama

mas

é

tem

em

seu

ser

uma

dor

que

mói

que

rói

que

dói

que







 


 

 me dê cifra

 

ou

 

te devoro

 

 

 



obsoleto

tudo

 que

eu

sabia

absoluto

 


 

 



nem

sempre

as

coisas

são

comoção

 



 



sempre essa

de

divagar

e

sem pressa

 



 



meu cérebro

são dois

e mistérios

 

um ébrio

um sério

 

 

 



ter

ou

não

ter

eis

ambição

 






 


 
político

politicamente

mente

 






 



deleto

 

o

que

não

me

é

 

dileto


 

 


 
sou dado

à

paz


 



 



penso
 

logo
 

hesito





 



destino

:

atino

que

o

meu

é

desatino

 


 



 



no

bem

bom

com

meu

bem

dia

sim

dia

não

tem

vai

e

vem


 



 



tem

dia

que

tem

sol

tem

dia

que

tem

lua

tem

dia

que

ela

diz

não

tem

dia

que

vem

nua





 



a

flor

do

bem

me

quer

ou

mal

me

quer

me

diz

que

ela

me

ama

e

pro

que

der

e

vier

 






 


 
coração

ocupado

o cupido

o culpado

 

 


coração

:

nem dano

nem nada

no dono do

danado

 



castigo

não estar

contigo
 

 



 



amor

não

se

computa

 



 



é
 

tu
 

ou
 

nada

 






 



ela
 

:
 

meu
 

elo

 






 



partes de mim

 

se  partem  se

 

partes de mim

 






 



dispara

meu

peito

que

ao

ver-te

diz: pára!

 






 



culpa do

cupido

:

bem feito

é certo

que a seta

só acerta

quem aceita

essa seita

no centro

do peito


 



 



 



a alma geme ao

 

ver

 

a alma gêmea

 



 



 



uma

mulher

madura

me nina

 



 



 


  

monumento

tu

nua

num

momento

sem

nem

um

movimento

 






 


  

nua vens

 

eu nas

 

nuvens


 



 



 



em

meu

ir

e

vir

que

vai

do

até

a

luz

vi

paz

pés

PIS

pós

pus


 



 



 



não

sei

se

vai

ter

flor

no

dia

do

meu

fim

mas

sob

7

pás

de

ali

jaz

mim

 





 



mas

por

que

pra

uns

deus

mais

pra

uns

deus

ais

e

pra

uns

deus

aids

???

 


 



 


  

10

tua

nudez

 



 


  

há fogo

em teu

afago

 






 



teu corpo

não se

comporta

mas me

comporta

 






 


 
nós

nus

:

um

+

um

=

hum!





 



indecente

 

tua
lava
me
lava
me
leva
me
love

 

incandescente

 


 


 

na
cama
a
calma
com
fusão
de
corpo
e
alma

 


 




 



pra

mim

um

drink

de

rum

ou

de

gim

vai

bem

ao

som

de

um

jazz

ou

de

um

blues

 



 



a

lua

me

ao

léu

tão

no

fim

da

rua

e

pra

ver

no

céu

a

luz

do

sol

na

lua

 






 



é

dia

de

show

e

não

vai

ser

jazz

nem

rap

mas

que

é

rock

and

roll

é

pra

que

eu

vou





 



revelo

 

me
em
teu

 

relevo





 



preciso

 

do
que
tens
de

 

precioso





 



homem

são

elas

que

nos

comem

 



 



o

cio

é

o

limite





 



Poemas extraídos dos livros “Letramorfose” e “Vide Verso”
 



Alma de Poeta entrevista Tchello d'Barros

Um pouco de sua trajetória, um tanto dos agitos atuais.

Clique na imagem abaixo:


 



Biografia e Fortuna Crítica

www.almadepoeta.com/tchello_dbarros_bio.htm
 



Tchello no You Tube 

Convergências



Duplo clique na seta para assistir

 


 

Contatos com o artista:

E-mail:
tchello@tchello.art.br

Telefone: (0..82) 8857-1967

Site: www.tchello.art.br

 


© 2008 – Tchello d’Barros - Todos os direitos reservados.

A obra literária de Tchello d’Barros está registrada na Biblioteca Nacional – RJ.

É permitida a publicação e reprodução,  desde que sem fins lucrativos e com citação do nome do autor.


home    galeria de arte    poetas em destaque    poetas 3x4    poetas imortais    colunistas    cinema    concursos

páginas pessoais     agenda poética     poetas no You Tube      fala poesia     oficina virtual      histórico

Clique e entre



Seu site de poesia, arte e algo mais...

www.almadepoeta.com

Alma de Poeta
©Copyright 2000 - 2008
  by Luiz Fernando Prôa