-Visões da Nova Era

                                     Entre                              Voltar



.


Visões da Nova Era   

           A beleza humana
          O lado simples da vida
          Combatentes
          Um anjo
          Guerreiros do apocalipse

Clique no título para ler a crônica

 

 

 

 

 

A beleza humana




Quando pensamos em beleza, mais precisamente
em pessoas bonitas, logo nos vem à mente
a imagem de atores e atrizes. Dificilmente pensamos
na beleza intrínseca do ser humano.

Deus, o grande arquiteto do universo, caprichou
nas formas humanas. Não falo da beleza plástica de determinados indivíduos, mas da forma exterior
humana que segue uma simetria quase que perfeita.
A cabeça, emoldurada por olhos, orelhas, nariz,
boca e cabelos em perfeito equilíbrio, unida ao tronco
pelo pescoço. Pernas, pés, mãos, braços,
também unidos ao tronco em perfeita sintonia.
Este equilíbrio é que faz a raça humana bela.


Deus não gerou o ser humano tão harmônico
exteriormente e tão ‘bagunçado’ interiormente, à toa.
Nosso interior cumpre seu objetivo funcional,
já o exterior segue a linha da beleza harmônica
que atrai as pessoas, gerando uma sensualidade
que possibilita a perpetuação da espécie.

Acima de tudo, Deus nos deu a capacidade de sermos
bonitos interiormente, e não falo da funcionalidade
orgânica que nos garante a vida, mas da beleza espiritual. Aquela que nossos olhos não percebem,
mas nossa alma reconhece.

A beleza física é transitória, a do espírito cresce
a cada dia, não se desfaz com o tempo.

Admiremos com bons olhos esta grande obra de Deus,
 o ser humano, mas não esqueçamos de fazê-la
valer a pena, cultivando a beleza que é eterna
e que traduz a grandeza de um ser humano de verdade.
Belo por sua ação, bom por seu coração
e útil à humanidade, por opção.

 

Voltar


 

 

 

 

 

 

 

 

Guerreiros do apocalipse




Mentalizando positivamente, irradiando nossas
forças para o universo, para os seres espirituais
que junto de nós trabalham, abrimos caminho para nossa integração ao trabalho maior.

Agindo com o coração, mentalizando nossos
guardiões e canalizando o que eles nos têm a falar,
estaremos conectando nossa inteligência a inteligências superiores, ampliando nossos horizontes
e nos fazendo instrumentos.

Existe todo um plano de trabalho traçado
na espiritualidade, e nós, mesmo não lembrando,
somos parte do elenco desta grande peça,
desta grande obra em andamento, aqui.
Por sinal, tudo é uma coisa só, vivemos no mesmo
mundo, estamos separados apenas pela visão
material e pela diferente energia de nossos corpos.
É importante que tenhamos consciência de
que estamos mais perto do que imaginamos
daquilo que não podemos ver.

Façamo-nos presentes, sigamos nossos
instintos e intuições para o bem, mantendo-nos atentos
aos sinais que nos chegam a todo instante.

O terceiro milênio não é só uma mudança de data,
como muitos pensam; é muito mais,
significando uma mudança de mentalidade,
de costumes, de diretrizes e atitudes.

Caminhamos para um mundo melhor,
mas precisamos nos transformar
em guerreiros do apocalipse,
num exército de corações purificados.

Preparemo-nos para que possamos
ser valorosos combatentes do raiar desta
nova era que se inicia em nosso planeta.

Que a luz ilumine nossos propósitos,
e não nos esqueçamos nunca de que
a força só se conecta a quem a utiliza.
Utilizem-na!

Voltar


 

 

 

 

 

 

Combatentes




Que toda a paz do mundo possa refletir-se naquele 
que procura. Porque quem abre uma porta encontrará 
um caminho de busca, e só quem o trilha, 
são os corajosos, as almas nobres.

Toda busca será coroada, ou com o troféu da 
conquista, ou com a experiência da derrota. 
Contudo, nem sempre que conquistamos aprendemos, 
mas com certeza, toda vez que perdemos, damos um 
passo à frente, pois acumulamos experiência.

Que toda a paz do mundo possa refletir-se 
no lutador da vida, naquele que resolve desembainhar 
sua espada e não devolvê-la à bainha, sem antes 
fazer valer a justiça ou praticar uma caridade. 
Pois somos lutadores desde a noite dos tempos, 
procurando na busca, o caminho a seguir, 
e na espada, os meios de lá chegar.

O bom combate se inicia sempre em 
nosso interior, que transformado, 
transforma também tudo a sua volta.

Com a espada numa mão e o coração na outra, 
iniciemos nossa trajetória, que há muito já está 
traçada nas estrelas. A espada é nossa disposição 
de luta e o coração a nossa fé.

Somos combatentes, eternos que somos, desde a 
mais remota e primitiva memória do tempo. 
E ainda continuaremos a ser, no 
momento presente e pela eternidade. 
Escrevendo com lágrimas e suor 
cada passo de nossas vidas. 
Empregando em cada combate que travarmos, 
a energia mais pura que possuímos.

 

Voltar


 

 

 

 

 

 

O lado simples da vida




Haverá um tempo em que o amor deixará
de ser uma coisa complicada para o homem,
que, insatisfeito por natureza,
sofre quando não o tem e igualmente
sofre quando ele chega. Um tempo,
em que o homem se libertará do vício da adrenalina,
em que terá prazer ao aproveitar os momentos
contínuos de tranqüilidade, paz e harmonia.

Nem sempre abrimos os olhos para ver
o quanto o mundo é bonito, ver as folhas, as flores,
o horizonte e um pôr-do-sol.
Nosso olhar está preso e acostumado
a só mirar a matéria, sem estética natural,
que o próprio homem construiu.

Haverá um tempo em que nossos olhos
estarão livres para admirar as belezas
e a simplicidade do mundo que Deus nos legou.
E estaremos aptos a abrir nossos ouvidos
e captar as palavras que nos chegam
 por meio das pessoas.

Infelizmente, nossos ouvidos e nossa
mente ainda estão por demais ocupados com
nós próprios e com o prazer que as atribulações
nos trazem. Sim, com o prazer, pois estamos
viciados na grande confusão das neuroses
urbanas e humanas, e parece que já não
somos felizes sem elas.

Haverá um dia em que o sonho se
transformará em realidade, em que as utopias
serão factíveis, em que a beleza acariciará
nossos olhos assim como as pálpebras o fazem.
Um dia em que nossos ouvidos estarão prontos
para ouvir, nossos sentidos prontos para sentir,
o amor pronto para brotar e ser sorvido como água pura,
como um líquido indispensável a uma boca sedenta.

Haverá um tempo em que a simplicidade
será a síntese da vida, e aprenderemos
como é bom amar, sentir, ouvir, tocar, falar, sonhar,
e como é necessário ter paz e tranqüilidade.
Um tempo para descomplicar o que é simples
e ser feliz efetivamente, porque o amor
estará presente em nossa vida,
estará impregnado em nosso ser e
será a razão maior de nossa caminhada.

Que nossos olhos possam ver sempre
o lado bom da vida, e nossa boca e
atos possam contribuir para embelezá-la.

E que nunca esqueçamos o que Jesus falou:
"O reino dos céus não é aqui".
Mas temos obrigação de trazê-lo um pouco
para nossas vidas e irradiá-lo para quem nos cerca,
pois, se não somos perfeitos,
e o mundo também não o é,
cabe a nós almejar a perfeição e trabalhar no mundo,
a cada dia, com a disposição de fazê-lo melhor.

Só assim poderemos nos olhar no espelho
tendo respeito pelo que vemos refletido.

 

Voltar


 

 

 

 

 

 

 

Um anjo




Às vezes as pessoas promovem momentos 
belos em nossa vida sem ao menos perceberem.

Com uma palavra, com um carinho, com a compreensão, 
a proteção, a solidariedade, fazem com que 
superemos um momento difícil, tocando-nos através 
de seu coração. Marcas profundas de gratidão 
nos deixam, fazendo-nos enxergar, em meio 
às trevas de nossas inquietações, 
um mundo de luz e de ações a serem realizadas.

Quando menos esperamos, quando achamos que 
nossas forças finalmente chegaram ao fim, 
a divindade manda um de seus emissários, 
um anjo, para que nos fortaleça, 
harmonize e nos reponha de pé frente à vida.

Não deixemos jamais, por pior que seja a 
dificuldade, de guardar no fundo de nosso 
ser a preciosa semente da esperança e a generosa 
semente da fé. Que tenhamos tempo para 
encontrar com um anjo em nosso caminho e que 
ele nos faça ver, mesmo que atolados na lama, 
a beleza de um dia de primavera; 
que segure em nossas mãos ajudando-nos a 
atravessar com dignidade o trecho mais 
difícil da estrada; que nos toque com sua energia 
pura e nos invada com seu amor. 
O amor que contagia e transforma a mais 
difícil das provações, numa grande 
escola onde aprendemos na dura realidade 
os reais valores da vida.

Mantenhamos sempre em nosso ser o broto 
vigoroso da esperança, para que quando as 
coisas estiverem difíceis, ele possa se abrir numa 
bela flor, a nos ser entregue 
com a mão amiga e abençoada 
de um anjo que nos guarda.

 

Voltar


As imagens do livro foram feitas pela artista plástica Flora Soleto.
 


home    galeria de arte    poetas em destaque    poetas 3x4    poetas imortais    colunistas    cinema    concursos

páginas pessoais     agenda poética     poetas no You Tube      fala poesia      entrevistas      histórico

Clique e entre


Seu site de poesia, arte e algo mais...


©Copyright 2000/2009 by Luiz Fernando Prôa